3 de mai de 2010

Sandra Annenberg deixa a bancada Jornal Hoje para ser correspondente




A opção pelo jornalismo veio após pequena incursão como atriz, mas Sandra se diz realizada: "Optei pela realidade ao invés da ficção", afirma









Novos ares para a apresentadora
Sandra Annenberg deixa a bancada do telejornal "Hoje" para ser correspondente internacional

A jornalista Sandra Annenberg trocou a bancada de apresentadora e editora-chefe do telejornal "Hoje" pela vida de correspondente internacional. E a proposta de trabalho da Globo veio bem a calhar para Sandra. Há algum tempo, a bela jornalista paulistana planeja morar em um outro país, se possível europeu. A intenção é aprender um novo idioma e travar um contato mais íntimo com uma nova cultura. No próximo dia 10 de janeiro, ela viaja juntamente com o marido, o também jornalista Ernesto Paglia, para Londres, na Inglaterra, base do jornalismo da Globo na Europa. "Cheguei até a pensar em tirar férias não remuneradas para passar um tempo fora do Brasil", revela Sandra.

Ainda assim, o fato de aceitar a proposta gerou uma certa polêmica. Sandra recebeu algumas críticas porque vai deixar um posto de apresentadora, considerado top na televisão brasileira, para voltar a ter a "secundária" função de repórter. "Que bom que a Globo confia no meu potencial e acredita que tenho também condições de exercer a função de repórter. Meu objetivo sempre foi não ficar estagnada apenas num tipo de trabalho", avisa. Só que a experiência de morar longe do Brasil, por outro lado, assusta um pouco a jornalista de 31 anos. Ela diz ter receio por possíveis dificuldades para desenvolver um bom trabalho. Por isso, enquanto não viaja, Sandra vem fazendo reportagens esporádicas nos telejornais da emissora. Assim ela espera retomar a "forma" de repórter.

Outra preocupação é em relação à língua. Embora tenha feito vários cursos vida afora, ela reconhece que não domina totalmente o inglês. Tanto que vem dedicando de duas a três horas por dia para estudar com um professor particular - ela faz questão de aprender o inglês britânico. "O esforço é importante. Tenho consciência de que assumi uma responsabilidade muito grande", avalia Sandra, que além de fazer a cobertura dos acontecimentos da Inglaterra, também vai fazer reportagens por toda a Europa. Apesar de ansiosa e preocupada com a viagem, Sandra deixa escapar uma ponta de orgulho em ser a primeira apresentadora da emissora a virar correspondente internacional da Globo. "Mas não vou me deslumbrar com isso. Tenho os pés no chão", acredita. A Globo ainda não definiu o tempo em que ela vai ficar sediada na Europa, mas Sandra acredita na possibilidade inicial de ficar, pelo menos, dois anos. "Mas não quero fazer planos. Vou deixar rolar", explica a jornalista, que também vem passando por uma bateria de exames médicos nos últimos dias para chegar no próximo milênio sem qualquer tipo de problema de saúde.

Antes de pensar em virar correspondente da Globo, Sandra passou por todos os telejornais da casa. Ela começou na emissora, em 1990, como "garota do tempo" no "Jornal Nacional". Nessa época, ela resolveu ingressar na faculdade de jornalismo. A partir daí, a carreira deu um pulo: virou apresentadora do "Fantástico", "Jornal da Globo", passou pelo "SP-TV", "Bom-dia SP", "Bom-dia Brasil" até cobrir as folgas e férias de Fátima Bernardes no principal telejornal do país: o "Jornal Nacional". Hoje, enquanto não embarca para a Europa, ela vem fazendo reportagens e cobrindo folgas aos sábados no "Jornal Nacional". "Sentar naquela bancada é uma honra inexplicável para mim. É o jornal que o Brasil inteiro assiste", resume.

Sandra tem uma invejável carreira jornalística, mas no passado chegou a se aventurar como atriz. Chegou a participar de produções dramatúrgicas como "Chapadão do Bugre", na Band, e "Pacto de Sangue", exibida na extinta Manchete. Ela ainda participou de programas de Teleteatro, na Rede Cultura, de São Paulo. Durante este período, fez também inúmeras campanhas publicitárias e atuou como modelo - as primeiras aos seis anos de idade, o que dá a ela mais de 25 anos de televisão. Só que hoje Sandra se diz totalmente realizada e fascinada com a profissão de jornalista. "Optei pela realidade ao invés da ficção".

12 de Dezembro de 1999

4 comentários:

  1. sou fã de sandra annemberg adora sua simplicidade sua meiguice,é de muita sorte ernesto paglia,ter uma mulher maravilha dessa como esposa,felicidades para os dois e muita sorte.

    ResponderExcluir
  2. maravilhosa essa mulher, carismatica, talentosa ,competente e linda, sou fã de carterinha.

    ResponderExcluir
  3. Há pena, sentiremos sua falta, eu até queria que você ficasse no lugar do Bonner. Mas enfim seja feliz em suas escolhas.

    ResponderExcluir