9 de jun de 2010

Melhores momentos do bate-papo com Sandra Annenberg


A apresentadora contou como estão sendo os dias que antecedem a Copa do Mundo e tirou algumas dúvidas dos internautas

Sandra Annenberg: Boa noite para mim, boa tarde para vocês no Brasil.

Mayko: Olá, boa tarde Sandra, qual a maior dificuldade encontrada na África do Sul na sua opinião?
Sandra Annenberg: Como eu cheguei ontem, a dificuldade foi se adaptar ao fuso horário, estou brincando com o pessoal que estou "confusa horária". Eu dormi mal, acordei a noite toda, a alimentação também não está em ordem.

Guilherme - Maringá: Olá Sandra, boa tarde, você acompanhará todos os jogos do Brasil ai na África?
Sandra Annenberg: Eu vim para passar só uma semana e mostrar para vocês o clima pré-Copa. A ideia é o Jornal Hoje participar um pouco.

Erich - Piracicaba/SP: Sandra, depois da Copa das Confederações, ano passado, foi muito falado sobre a violência em Johannesburgo. Como está o clima por aí, em se tratando de segurança? Um abraço e bom trabalho!
Sandra Annenberg: Todos nós fomos muito alertados sobre a questão da segurança e de fato não pode dar bobeira. Eu sempre ando com outras pessoas junto. Até agora não houve casos de violência entre os colegas.

Mario - Bauru: Olá Sandra. Sou Mario, de Bauru. O que os jornalistas fazem nas horas de folga na África do Sul?
Sandra Annenberg: Ontem eu cheguei e fui me ambientar por aqui. Não fiz nenhum tipo de passeio turístico ainda. Acho que não vai sobrar muito tempo, porque nós fazemos cobertura para todos os telejornais, trabalhamos praticamente 24h.

Cleo - Natal-RN: Como está o clima entre as outras seleções? Falam do Brasil como favorito?
Sandra Annenberg: A gente cobre a Seleção do Brasil e o entorno. Nem todas as Seleções chegaram ainda e não se falou muito em favoritismo, não.

Rose - Joinville/SC: Gostaria de saber a respeito da questão alimentação ai na África, é muito diferente do que estamos acostumados? E outra pergunta é sobre a locomoção se é seguro andar por ai?
Sandra Annenberg: Eu tenho me locomovido com carro da produção e sempre acompanhada. A locomoção não é muito fácil. O que dá pra falar é que tudo é muito longe, a cidade é muito espalhada, as distâncias são longas, o trânsito é sempre carregado. Falando em alimentação, eu ainda não tive muito tempo para experimentar as iguarias.

Pepe: Sandra, mesmo você estando a trabalho você acha legal viajar para um país diferente?
Sandra Annenberg: Eu acho sempre uma delícia. É muito interessante conhecer novas culturas, outras formas de pensar e de viver para comparar e aumentar nossa tolerância.

Tatiane - São Paulo: Boa tarde! Quero saber se os Brasileiros assim como você estão sendo bem recebidos ai?
Sandra Annenberg: Muito bem recebidos. Quando você fala que é brasileiro, o tratamento é bem carinhoso, todos abrem um sorriso.

Dumont: Sandra, que bagagem cultural você deve trazer daí? Qual a impressão que vai ficar na memória?
Sandra Annenberg: Tendo lido a história, quando você chega é sempre interessante você comparar com o que estudou. Um país que viveu sobre um regime de segregação como foi o Apartheid e eles não tinham o direito de ir e vir, é difícil pra gente entender. No nosso país há muita mistura e também uma segregação, mas não é o que se vê aqui. Eles estão tentando se entender ainda, têm muito por fazer.

Renan – Macaé/RJ: Sandra é a primeira vez que foi para a África?
Sandra Annenberg: Na África do Sul, sim, mas já estive no Quênia e no Zanzibar.

Poliana – Paraná: já deu para sentir saudades de casa? Como é o hotel e as instalações onde vocês estão? Algo parecido com aquele trem que vimos na reportagem do Ernesto Paglia?
Sandra Annenberg: Não é tão luxuoso assim, rs. O hotel é confortável. Saudade de casa a gente sente desde que sai, principalmente da minha filha. Fico pensando direto no que ela deve estar fazendo.

Felipe – São Paulo: Têm muitos brasileiros que viajam para ai?
Sandra Annenberg: Tem bastante gente, no avião que eu vim tinha uma turma grande.

Nielsen – Palhoça/SC: Muito frio por ai?
Sandra Annenberg: Pois é, eu falando do frio e fiquei sabendo que no Brasil está bem pior. O frio aqui não é horroroso, é um frio seco e isso é desagradável. Durante o jornal quando a gente fica exposto, aí esfria, mas durante o dia é gostoso, tem um sol gostoso.

Sandra Annenberg: Eu agradeço a todos, a companhia, a audiência e o carinho. Estou às ordens pra gente marcar mais vezes.

Fonte: Jornal Hoje

3 comentários:

  1. e ai Sandra tudo bem ai na Africa?E como está o Julio Cesa está bem melhor da lesão na costa?
    sou Ryan de 14 anos.
    de Paranatinga.

    ResponderExcluir
  2. Ryan de Paranatinga-mt
    queria te pedi uma camiseta da seleção brasileira ou uma usada por eles já que posso ve-lós.

    ResponderExcluir
  3. Não é a Sandra não
    aqui são fãs da Sandra Annenberg
    isso é um Fã Clube não uma pagina
    pessoal dela na internet
    tudo bom?
    Beijos

    ResponderExcluir